quimera cândida

decerto brincamos os dois à cabra cega
nos prelúdios na nossa adolescência
decerto nos tocamos ao pega não pega
no gozo inexperto da meia inocência

decerto gostamos de nós sem que soubesse-mos
como uma plebeia grega e um deus romano
sentindo sede de nós sem que quisesse-mos
bebendo vinho da fonte consolo insano

decerto nada aconteceu e não nos sabíamos
como heróis de romance ainda não feito
furtamo-nos um ao outro pois não queríamos

consorciar-mos numa história com preceito
tirando a venda dos olhos então morríamos
fazendo do sonho glória e das nuvens leito

ferool

1 comentário:

ellen disse...

Adorei :)
Um abraço